domingo, 30 de outubro de 2011

Viagem


Não somos apenas um corpo que nos prende e alimenta uma vontade de que sejamos eternos.
Um dia todos irão deixar estes casulos e bater asas, sair por ai e levitar...
Restarão lembranças e saudades,
Quando se fala em partida, dificilmente estaremos preparados, mas o momento existe.
E ele anda conosco todos os dias, porque todas estas estações podem ser as últimas.
Não tem como se prever ou evitar... Ela chega!
Nos arranca de uma vida, de um corpo e voltamos a ser o que sempre fomos... Espírito!




quarta-feira, 26 de outubro de 2011


Onde estão aqueles risos na varanda que deixei aportado nas lembranças? Dona Maria sei que demorei, entretanto estou aqui.
Não é tão tarde porque aprendi que nunca é tarde. Não é verdade Dona Maria? Quero todos os risos e não aceito nenhuma condição de troca. Vim de longe para recuperá-los...
Aonde vivo só encontro passos entre descompassos.
Tudo corre, passa largo, depressa... até as horas Dona Maria.
A senhora lembra que a vida era mansa, os ensejos de alegria tardavam a cruzar.
De tarde na varanda eu via tudo com olhos de esperança, nem sabia o que viria. Os vizinhos se comunicavam, trocavam uma xícara de chá,
Lá as trocas são diferentes, uma xícara de mel por outra de fel e a Paciência é uma virtude catada como quem procura um tesouro.
As pessoas andam despidas Dona Maria, mas calma, elas não andam sem roupas,mas andam nuas de caráter e coração. O egoísmo prevalece e o ter é mais importante que o ser. Em suas bolsas não há gentileza e sim farpas a serem lançadas no dia que percorre.
Eu posso levar o que me resta Dona Maria? Não vai lhe fazer falta nestes dias os risos que durante tanto tempo deixei aqui para fazer dos teus dias melhores que os meus?
Ou posso te levar comigo para a nossa alegria estar completa.


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Carta para Deus

Antes de tudo Deus, quero agradecer pela minha vida, pelos meus dois braços e por minhas pernas, estas que me levam todos os dias aonde quero e estas mãos que me ajudam a realizar o que movimenta minha vida que é a vontade de escrever. É o viajar entre vários mundos, é o sentir nas palavras através de sentimentos alheios e senti-los como seu. Isso que rege infinitamente meu ser. Quero agradecer pela minha família que não é perfeita, ao contrário, pois há falhas que por vezes coloca a prova os sentimentos, mas é a família que eu recebi de ti e creio que tenho muito mais a aprender do que reclamar. Agradeço pelos meus amigos que não são muitos, mas “este pouco” eu sei que é verdadeiro. É o contar nas horas improváveis, é o querer bem, o estar presente mesmo ausente. Agradeço pelo que tenho e o que me falta talvez eu não necessite agora. Obrigada por poder olhar nos olhos da pessoa amada, poder sentir através de todos os meus sentidos a vida que pulsa em mim. 


segunda-feira, 17 de outubro de 2011


Não fique triste menina, a vida passa.
Aproveite o que você tem e quem você tem nesta vida!
Não esqueça que TUDO ESTÁ CERTO.
Chore, lave sua alma, mas depois levante a cabeça e siga.
Grite, esbraveje, erre, duvide, agite tudo em si.
Mova tudo de lugar, se permute e se permita.
Não desista dessa vida, você não sabe daqui a quanto tempo poderá ter outra.
Descubra, divulgue, se exponha, não tenha medo de ser quem você é.
Cante e dance, doe esse sorriso que por durante tempos ficou omitido.
Existirão sempre os juízes que não fazem mais nada além disso,
Não se importe. Os incomode ESTANDO BEM.
Agradeça, agradeça e agradeça.
Um dia irás entender que a vida vale muito mais quando se agradece pelo que tens ao invés de reclamar pelo que não tem.
Seja feliz hoje e serás feliz por toda a vida!




quinta-feira, 13 de outubro de 2011


Nos momentos mais felizes vejo você em mim como algo que não se separa,
Me junto em tuas juntas, agarro-me, percorro o caminho, volto “devagarinho”.
Viajo no espaço, percorro distâncias e meu pensamento em ti, só com um tiro...
Nenhum tiro, nenhum medo faria separar o "ti" que existe em "mim", pois levaria comigo aonde for: VOCÊ.  Amanheço todos os dias e vem à mente TUA IMAGEM, que reflete alegrias que orienta meu dia e inebriante torna a vida.
Morri algumas vezes e renasci outras, entretanto em todas as vidas você estava lá e sempre estará não desta forma, nem desse jeito... Quiçá magro ou mais gordo, moreno ou mais claro. O que importa isso quando duas almas se reconhecem? 


Eu te tenho e você me tem. Juntos formamos algo único e indestrutível 
enquanto acreditarmos que somos tudo isso!


terça-feira, 11 de outubro de 2011


Aquela mulher, tão jovem, de sorriso tão suave assumiu uma missão para sua vida diante do mundo: ser educadora. Resolveu doar o que aprendera aos demais, o fazia por se querer e por se gostar. Não ganhava muito provavelmente, porque aqui a educação não é valorizada, mas era Feliz.  Sabia fazer das adversidades motivos para superar e seguir adiante, e ao invez de exaltar o que faltava, agradecia pelo que já havia conquistado.
Com isso enriquecia a vida dos demais. Saiu de casa almejando voltar para o seio da sua família, para o abraço dos filhos, queria se deliciar daquela nova receita que ainda não experimentara, tinha viagens que não havia feito dentre tantas outras juras vãs. Não se pode fazer caber todas as promessas e planejamentos às vezes de uma vida em apenas um dia. Não se pode prever também quando “será este último dia” para que possamos encaixá-lo num único momento e que este faça todo o resto ter valido a pena.
Não pensou que esta seria sua última aula, última conversa, última palavra, último riso, último grito... Lembranças agora são muitas, que deixou nos outros. Saudades aquela que faz pensar o quanto somos pequenos e o quanto a vida se esvai num suspiro, num tiro. Esta, que de tão preciosa, nos é roubada, assaltada, silenciada.
Mais um grãozinho no mundo se foi hoje. Não será o último, infelizmente. Mas com certeza serás única aos olhos do pai e aos olhos do que te querem bem.


quarta-feira, 5 de outubro de 2011



Camila, Camila Nenhum de Nós
Depois da última noite de festa
Chorando e esperando amanhecer, amanhecer
As coisas aconteciam com alguma explicação
Com alguma explicação
Depois da última noite de chuva
Chorando e esperando amanhecer, amanhecer
Às vezes peço a ele que vá embora
Que vá embora...oh...

Camila, Camila

Eu que tenho medo até de suas mãos
Mas o ódio cega e você não percebe
Mas o ódio cega

E eu que tenho medo até do seu olhar
Mas o ódio cega e você não percebe
Mas o ódio cega

A lembrança do silêncio daquelas tardes
Daquelas tardes
A vergonha do espelho naquelas marcas
Naquelas marcas
Havia algo de insano naqueles olhos,
Olhos insanos
Os olhos que passavam o dia a me vigiar, a me vigiar...oh...

Camila, Camila, Camila
Camila, Camila, Camila

E eu que tinha apenas 17 anos
Baixava a minha cabeça pra tudo
Era assim que as coisas aconteciam
Era assim que eu via tudo acontecer
E eu que tinha apenas 17 anos
Baixava minha cabeça pra tudo
Era assim que as coisas aconteciam
Era assim que eu via tudo acontecer

Camila, Camila, Camila
Camila, Camila, Camila

Não te despeças


A idade prega uma peça
Pois não creio no que a certidão afirma,
Não me sinto assim... envelhecendo!
Há uma denúncia aqui, o vigor físico não corresponde mais às meninices de outrora,
Afirmava poder tudo e dizia ser tudo quando chegasse onde estou agora.
E onde estou?
Pergunto todos os dias a esta imagem que reflete no espelho manchado da vida,
Para onde fui?
De tantos lugares que poderia ter ido, fiquei perdida, talvez parada...
Procuro-me nestas juízas que desajuízam,
Dias seguidos, noites adentro e alvoradas
Na minha inquietude anseio momentos de reencontro com esta pessoa de corpo miúdo para o tamanho de suas aspirações...
Minha vida pede movimento, 
pede momentos que só  EU posso proporcionar.


segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Estou de partida...


Naqueles dias chatos,

Onde nenhuma lembrança alegra as horas que se arrastam,
Leio pra alcançar a imensidão e sair deste mundo que oprime
Vou além de qualquer nuvem, passo por céus de júpiteres...
Por lá resolvo morar e decido: NÃO VOU MAIS VOLTAR!
Aqui é bem melhor,
Canto para as estrelas, elas ouvem e até BRILHAM PRA MIM.
Um dia volto à terra e verei todos com suas bocas cerradas, fazendo jus aos seus dois ouvidos...
Assistirei todos aqueles que de tanto falar, 
emudeceram entalados em suas próprias palavras
Vomitadas, alheias, incertas... 
Tão aventureiras quanto seus donos.
Enquanto isso, ficarei por aqui
Planando em meus pensamentos viajantes,
Almejando que estes mundos sejam reais.


sábado, 1 de outubro de 2011


    “Case- se com alguém que você gosta de conversar…
Por que quando o tempo for seu inimigo e as linhas de expressão dominarem sua face e sua vitalidade não for como você gostaria, tudo que restará são bons momentos de conversa com alguém que viveu com você muitas histórias, que segurou as suas mãos inúmeras vezes, que lhe abraçou quando sabia que precisava e que lhe falou a palavra no tempo certo. Vai se lembrar ao longo da vida de momentos felizes, engraçados, apaixonados e vocês ainda vão rir muito juntos. Então lembre-se que a beleza passa, pois é vã. Mas o carinho , o respeito, o conhecimento este aumenta a cada dia. Então case-se com alguém que realmente você gosta de conversar, porque ao longo dos anos, isso fará toda a diferença… “