terça-feira, 17 de abril de 2012

O amor de vez em sempre é piegas


Hoje queria você aqui
Eu, dentro do seu abraço
Cada passo um descompasso
Corações comBatentes,
Cheios de canção
Sabendo o que me move
Chegou em cada verso
Embalando o que há de melhor em mim: VOCÊ!
O sorriso é leve quando te vejo
E tão breve quando tu vais...
Fica por aqui e faz tua morada
Faz dos meus dias mais curtos com tua chegada.







4 comentários:

  1. É piegas, sim, o amor, pela pela gostosura, doçura...É tão piegas que, descendo um pouco na postagem, coincidentemente, vi a linda Sé que demoliram há 74 anos e fiquei comovida, pelo AMOR que tenho à Fortaleza Amada.
    Aquela foto está em minha última postagem, no Cadeirinha de Arruar.
    Vi "Nojos e afetos", num blog, e cliquei. "Caí" aqui, por pura curiosidade pelo nome de seu blog, Camila Flor de Lis (e pela Flor de Lis, também (risos)...

    Eu volto,
    um beijinho, piegas,
    da Lúcia (de Fortaleza)...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá minha querida Lúcia Bezerra!!
      Fiquei feliz por ter caído aqui. Já fui no Cadeirinha de Arruar e estou a seguir. Gostei muito do seu blog e passarei a frequentá-lo! É um pouco de nós ali, da história dos cearenses! Um grande abraço e até breve.

      Excluir
  2. http://www.palavrascompreensivas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláa Marcos! Tudo bem?!
      Estou seguindo seu blog. Grande abraço!!
      Se você gostou do meu ficarei grata de sua contribuição através de suas palavras!

      Excluir